Histórico

A Alupar Investimento S.A. é uma holding de controle nacional privado que foi constituída em 2007.

Entre julho e dezembro de 2007, a Alupar implementou um processo de reorganização societária, por meio de aquisições e investimentos, e passou a deter participações acionárias, que eram controladas pelo Grupo Controlador, nas seguintes empresas de transmissão de energia: EATE, ECTE, ENTE, ERTE, ETEP, ETES, Lumitrans, STC, STN, Transirapé, Transleste e Transudeste, bem como em empresas do segmento de geração de energia entre elas: Foz do Rio Claro, Ijuí, Queluz e Lavrinhas.

Posteriormente obteve as concessões da EBTE, ESDE, ETEM, ETVG, TME, TNE, ETSE, Ferreira Gomes e Energia dos Ventos, através de leilões, realizados pela ANEEL e a autorização para implantação da PCH Morro Azul na Colômbia, entre 2008 e 2011.

Em 2013, a Companhia vendeu energia nos leilões 06/2013 e 10/2013, realizado pela ANEEL das PCHs Verde 08, com 30,0 MW e Antônio Dias, com 23 MW, respectivamente (os contratos de venda de energia foram rescindidos em 29 de maio de 2017); além de adquirir a autorização para implantação da UHE La Virgen com 93,8 MW, localizada no Peru.

Em 2014, a Alupar sagrou-se vencedora do Lote C (ELTE) do Leilão 001/2014 da ANEEL, em que obteve a concessão de instalações de transmissão.

Em 2016, a Alupar sagrou-se vencedora dos Lotes I (ETAP) e T (ETC) do Leilão 13/2015 da ANEEL, em que obteve a concessão de instalações de transmissão. Também em 2016, a Alupar sagrou-se vencedora no Leilão de Transmissão 13/2015 – 2ª Etapa, dos Lotes 2 (TPE) e 6 (TCC) e, através de sua controlada EATE do Lote 22 (ESTE). Além disso, em 2016, a Alupar através de sua controlada Alupar Colômbia sagrou-se vencedora do Processo de Licitação UPME 07-2016 (Transmisora Colombiana de Energia).

Em 2017, a Alupar sagrou-se vencedora do Lote 19 (TSM) do Leilão ANEEL 05/2016, em que obteve a concessão de instalações de transmissão. Além disso, adquiriu participação societária na Transmissora ETB e EDTE.

Em 2018, através do Leilão Eletrobras nº 01/2018, para alienação das participações societárias e controladas em Sociedades de Propósito Específico da Eletrobrás, a APAETE, empresa formada pela Alupar em conjunto com o CSHG Perfin Apollo 16 Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia, sagrou-se vencedora do Lote O, adquirindo a participação societária detida pela Eletrobrás na AETE.

Em 2020, foram emitidas as outorgas viabilizando a implantação de dois parques eólicos que fazem parte do Complexo Eólico Agreste Potiguar no município de Jandaíra no Estado do Rio Grande do Norte, estes dois parques têm capacidade de instalada de 58,8 MW, o Complexo Eólico Agreste Potiguar possui sete parques com uma capacidade instalada total de 214,2 MW.

Esta consolidação possibilitou à Alupar deter um total de 7.929 km de linhas de transmissão de energia distribuídas em 30 empresas, 588,3 MW provenientes de energia hídrica e 157,5 MW provenientes de energia eólica.

Em 2021, dos 42 ativos controlados pela Alupar, 34 deles se encontram em operação comercial, sendo 25 de transmissão, 8 de geração hidráulica e 1 complexo de geração eólica.

Ativos de Transmissão
Ativos de Geração