Histórico

A Alupar Investimento S.A. é uma holding de controle nacional privado que foi constituída em 2007.

Entre julho e dezembro de 2007, a Alupar implementou um processo de reorganização societária, por meio de aquisições e investimentos, e passou a deter participações acionárias, que eram controladas pelo Grupo Controlador, nas seguintes empresas de transmissão de energia: EATE, ECTE, ENTE, ERTE, ETEP, ETES, Lumitrans, STC, STN, Transirapé, Transleste e Transudeste, bem como em empresas do segmento de geração de energia entre elas: Foz do Rio Claro, Ijuí, Queluz e Lavrinhas.

Posteriormente obteve as concessões da EBTE, ESDE, ETEM, ETVG, TME, TNE, ETSE, Ferreira Gomes e Energia dos Ventos, através de leilões, realizados pela ANEEL e a autorização para implantação da PCH Morro Azul na Colômbia, entre 2008 e 2011.

Em 2013, a Companhia vendeu energia nos leilões 06/2013 e 10/2013, realizado pela ANEEL das PCHs Verde 08, com 30,0 MW e Antônio Dias, com 23 MW, respectivamente (os contratos de venda de energia foram rescindidos em 29 de maio de 2017); além de adquirir a autorização para implantação da UHE La Virgen com 84 MW, localizada no Peru.

Em 2014, a Alupar sagrou-se vencedora do Lote C (ELTE) do Leilão 001/2014 da ANEEL, em que obteve a concessão de instalações de transmissão.

Em 2016, a Alupar sagrou-se vencedora dos Lotes I (ETAP) e T (ETC) do Leilão 13/2015 da ANEEL, em que obteve a concessão de instalações de transmissão. Também em 2016, a Alupar sagrou-se vencedora no Leilão de Transmissão 13/2015 – 2ª Etapa, dos Lotes 2 (TPE) e 6 (TCC) e, através de sua controlada EATE do Lote 22 (ESTE). Além disso, em 2016, a Alupar através de sua controlada Alupar Colômbia sagrou-se vencedora do Processo de Licitação UPME 07-2016 (Transmisora Colombiana de Energia).

Em 2017, a Alupar sagrou-se vencedora do Lote 19 (TSM) do Leilão ANEEL 05/2016, em que obteve a concessão de instalações de transmissão. Além disso, adquiriu participação societária na Transmissora ETB e EDTE.

Em 2018, através do Leilão Eletrobras nº 01/2018, para alienação das participações societárias e controladas em Sociedades de Propósito Específico da Eletrobrás, a APAETE, empresa formada pela Alupar em conjunto com o CSHG Perfin Apollo 16 Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia, sagrou-se vencedora do Lote O, adquirindo a participação societária detida pela Eletrobrás na AETE.

Esta consolidação possibilitou à Alupar deter um total de 7.929 km de linhas de transmissão de energia distribuídas em 30 empresas, e também 9 usinas hidrelétricas com uma capacidade instalada total de 588,3 MW e um complexo eólico com cinco parques geradores e capacidade de 98,7 MW.

Em 2020, dos 40 ativos controlados pela Alupar, 33 deles se encontram em operação comercial, sendo 25 de transmissão, 7 de geração hidráulica e 1 complexo de geração eólica.

Ativos de Transmissão
Ativos de Geração